sexta-feira, novembro 24, 2006

AGENDA POÉTICA

de Mario Quintana

(Essa é da época em que agendas ainda eram divertidas...)


***

A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.

***

VERBETE
Autodidata – Ignorante por conta própria.

***

INFINITOS
O homem, esse exagerado, acha o Cosmos infinitamente grande e o micróbio infinitamente pequeno. E ele? Ora, ele acha-se do tamanho natural.

***

COISAS DO TEMPO
Com o tempo, não vamos ficando sozinhos apenas pelos que se foram: vamos ficando sozinhos uns dos outros.

***

O PIOR
O pior dos problemas da gente é que
Ninguém tem nada a ver com isso.

***

CAMUFLAGEM
A esperança é um urubu pintado de verde.

***

DO IMPOSSÍVEL CONVÍVIO
O mais trágico dessas reuniões sociais é que elas são compostas unicamente de terceiros.

***

VISITAS
Não é só quando eu estou trabalhando que as visitas importunam: é quando não estou fazendo nada.

***

O segredo da arte – e o segredo da vida –
É seguir o seu próprio nariz.

***

Um verdadeiro nariz conduz para a frente.

***

...eu sempre achei que toda confissão não transfigurada pela arte é indecente.

***

OS RETRATOS
O pior de nossos retratos é que vão ficando cada dia mais jovens.

***

Dizer bobagens areja a alma e faz
a gente gozar com a cara do outro.

***

MANIFESTAÇÕES DE AMOR
Uma das mais deliciosas manifestações de amor
é a falta de respeito.

***

O sábado passou, azul como uma vaca.

***

DOS ELEFANTES
O único defeito dos elefantes é não serem portáteis.

***

Mas há os que se refugiam de Deus nas igrejas.


***

Há palavras que parecem exatamente o que querem dizer.
“Esparadrapo”, por exemplo.

***

Antes de mais nada, um cachorro serve para a gente falar sozinho... Que o digam esses errantes vagabundos de estradas, a quem pode faltar tudo na vida, menos um cachorro...

***

CONVERSA BEM BRASILEIRA
- Desculpe, minha senhora, mas não consigo lembrar se a conheço do último carnaval, da última greve, ou da última enchente...

***


Ruazinha em que eu penso às vezes
Como quem pensa em outra vida...

***

Ninguém é levado a sério com idéias originais.

***

CARTAZ PARA UMA FEIRA DO LIVRO
Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.

***

TRECHO DE DIÁRIO
Sempre fui metafísico. Só penso na morte, em Deus e em como passar uma velhice confortável.

***

Dizem que sou modesto. Pelo contrário, sou tão orgulhoso que nunca acho que escrevi algo à minha altura.

***

Nunca dês um nome a um rio.
Sempre é outro rio a passar.

***

DAS FRASES HISTÓRICAS
Desconfio que essas frases históricas foram inventadas pelos historiadores, pois como poderiam os grandes homens ter tido, todos eles, aquele mesmo estilo de dramalhão?

***

IMAGEM
Haverá ainda, no mundo, coisas tão simples e tão puras como a água bebida na concha das mãos?

***

DO SABOR DAS COISAS
Pos mais raro que seja, ou mais antigo,
Só um vinho é excelente:
Aquele que tu bebes tranquilamente
Com o teu mais velho e silencioso amigo...

***

Foi tudo falso o que ela te disse?
Fecha os olhos e crê: a mentira é tão linda!
Nem ela sabe que fingir meiguice
É o mais certo sinal de que te ama ainda...

***

O amor é um barato romance pornô esquecido em cima da cama depois que cada um partiu – sem saionará nem nada – por uma porta diferente.

***

DA INDULGÊNCIA

Não perturbes a paz da tua vida,
Acolhe a todos igualmente bem.
A indulgência é a maneira mais polida
De desprezar alguém.

***

Que este mundo pode ser que não preste,
Mas é tão bom de olhar!

***

DAS NOTAS DE UM ECOLOGISTA
Quando acabarem todos os elefantes, acabará a bondade do mundo.

***

Não que tenhas morrido...
Quem entra em um poema não morre nunca...

***

A vida é tão bela que chega a dar medo.

***

PARAÍSOS
As religiões cresceram entre os humildes porque aqueles que estavam por cima já se julgavam no paraíso.

***

DO ESTILO
Se alguém acha que está escrevendo muito bem, desconfia...
O crime perfeito não deixa vestígios.

***

CORTAR
Cortar, cortar sempre, meu único processo. E qualquer dia desses publico mais uma edição de minhas obras com a indicação seguinte: NOVA EDIÇÃO, CORRETA E DIMINUÍDA.

***

O PRETO
O preto tem a vantagem de realçar as cores que o cercam sem nada perder no entanto da sua própria e grave afirmação.

***

Se me queres,
enfim,
tem que ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais ainda...

***

VIDA SOCIAL
O gato é o único que sabe manter-se com indiferença num salão.
As outras indiferenças são afetadas.

***

DEGRADAÇÃO
Tenho uma pena enorme dos homens famosos, que por isso mesmo perderam sua vida íntima e são como esses animais do zoológico, que fazem tudo à vista do público.

***

FORÇA DO HÁBITO
Um dia meu cavalo voltará sozinho e, assumindo sem querer a minha própria imagem e semelhança, virá ler, naquele café de sempre, o nosso jornal de cada dia.

***

COVARDIA
É uma covardia falar mal dos inimigos:
Só se deve falar mal dos amigos.

***

Qualquer confissão não passe de um testemunho pessoal sobre a natureza humana.

***

Nunca é demais repetir que aprender português unicamente pela gramática é tão absurdo como aprender a dançar por correspondência.

***

Quem olha um ovo, que parece um rosto sem olhos, sem boca, sem nariz, tem vontade de pintar-lhe tudo isso que falta.

***

VIGILANTES NOTURNOS
Ao que fazem amor não estão fazendo apenas amor:
Estão dando corda ao relógio do mundo.

***

ENTOMOLOGIA
Ah, essas horrendas classificações científicas. Mas a libélula é tão linda que o seu nome científico é libélula mesmo.

***

DA AMÁVEL INDIFERENÇA
Amabilidade é quando a gente convive toda a existência com alguém e jamais lhe dá a entender que ele perdeu há anos uma perna ou perdeu um dia a cabeça.

***

POR QUE SERÁ?
Por que será que eles sempre antepõem a uma afirmativa animadora uma exclamação de espanto (mas como você está bem disposto! etc.)? Como se fosse de minha obrigação andar sempre tuberculoso ou em estado de coma.

***

A SEGUDA ADOLESCÊNCIA
As velhinhas são brotos às avessas.

***

CONSELHO A UM ROMÂNTICO TARDIO
Não, não tomes um pifão! O melhor para amores mal correspondidos é uma feijoada completa. Enquanto estiveres jiboiando, como é possível pensar na ingrata, como é possível pensar no que quer que seja, como é possível pensar, em suma?

***

AS ILUSÕES PERDIDAS
Fumar é um jeito discreto de ir queimando as ilusões perdidas.

***

DIÁLOGO NOITE A DENTRO
- Mas há as que nos compreendem...
- Ah, mas essas são as piores!

***

É ISSO MESMO
Quem nunca se contradiz deve estar mentindo.

***

Não leia romances, leia poesias. Ou melhor, leia dicionários.

***

EPÍGRAFE DA FILOSOFIA
O exercício da filosofia nunca solucionou coisa nenhuma.
É como jogar xadrez consigo mesmo...
Fica-se eternamente empatado.

***

PERCALÇOS DA POSTERIDADE
O mais irritante de nos transformarem um dia em estátuas é que a gente não pode coçar-se.

***

MAPA SECRETO
Na mancha do pêlo das vacas o menino estuda a geografia de suas ilhas imaginárias.

***

Não tenho vergonha de dizer que estou triste,
Não dessa tristeza criminosa dos que,
em vez de se matarem, fazem poemas:
Estou triste porque vocês são burros e feios
E não morrem nunca...

***

A burrice é invencível.

***

DA BOA E DA MÁ IGNORÂNCIA
A ignorância rasa e simples é coisa honesta e conserva desanuviado o entendimento. Mas Deus te livre, meu filho, da ignorância complicada.

***

A CADA PASSO
A cada passo topamos com um desses cidadãos de idade provecta que, lá pelas tantas, suspira fatalmente e diz: “Ah os bons velhos tempos...” Bobagem, meu velho! Os tempos são sempre bons: vocês é que não prestam mais.

***

AS MÁS COMPANHIAS
O que mais irrita os jovens é quando lhes aconselham que evitem as más companhias... Como se eles pudessem perder-se por conta própria!

***

O cigarro é uma maneira disfarçada de suspirar.

***

Do que eu ia escrever até esqueço...
Para que pensar? Também sou da paisagem...

***

Morreu ontem.
Portanto, seu retrato está completo.

***

EPÍGRAFE
As únicas coisas eternas são as nuvens...

***

PROVÉRBIO
O seguro morreu de guarda-chuva.

Um comentário:

Baxt disse...

Obrigada por ter postado isso. Eu tava precisando de um pouco de ideias geniais, e de lembrar como funcionam os escritores brasileiros, depois de tanto tempo acompanhando o funcionamento do cerebro dos ingleses. Tem alguma coisa no cerebro brasileiro que nao sei bem o que é, mas que é como um pouco de ar fresco. Ou como sofa de casa de vó.